fbpx

Final de semana pode ser o ápice do coronavírus na Itália

60

A enfermeira gaúcha, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Daniela Teresa Meine Biondi, radicada há anos na Itália, conversou na tarde desta quinta-feira (19), com a reportagem de Bernardes Digital. Na ocasião falou sobre o atual momento vivido no país do Velho Continente em função da severa crise desencadeada pelo coronavírus (Covid-19).

Daniela mora na região de Ligúria, cidade ao norte da Itália e que fica aproximadamente de 2 horas de Milão. Segundo ela, naquela região, já foram registrados 91 óbitos em função da doença.

De acordo com o último boletim divulgado pelas autoridades de saúde italianas 883 pessoas estão infectadas na Ligúria, enquanto que outras 85 ficaram doentes e já estão plenamente recuperadas.

Daniela relatou que absolutamente todas as pessoas devem ficar em casa: em caso de saída “a polícia vai te parar, vai te pedir explicação e esta tem que ser válida. Eles podem te multar”, afirmou a enfermeira. A saída de casa somente pode ser feita em casos de necessidade. Pessoas que tiveram contato com coronavírus ou que apresentam sintomas leves da doença, podem ser severamente multadas ou em casos extremos, presas.

Ao final da tarde desta quinta-feira, pelo horário italiano, eram 33.190 pessoas internadas em hospitais italianos, outras 4.440 que tiveram testes positivados da doença já estão recuperados. Os óbitos atingiram a marca de 3.405, totalizando 41.035 casos de coronavírus no país.

A China, país em que foi originado o surto da doença, os números apresentados começaram a diminuir. De acordo com Daniela, as autoridades sanitárias italianas acreditam que o ápice da doença deve ocorrer no final de semana que se aproxima. Hoje (18), o país ultrapassou o número de registros de mortes do país asiático.

Há uma perspectiva de que os decretos de restrição sejam extintos no começo de abril, embora a tendência é que, havendo redução nos números de casos, a vida comece a voltar ao normal apenas após a Páscoa.

Na imagem o último boletim divulgado pelas autoridades italianas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!