fbpx

Prefeito de Viamão edita decreto de calamidade pública e estende período sem aulas no município

60

O prefeito de Viamão Valdir Elias, o Russinho, assinou nesta quinta-feira (26), decreto que institui Calamidade Pública em Viamão em decorrência da Pandemia de coronavírus. De acordo com o documento, fica autorizado o funcionamento de empresas privadas relativas a serviços ou atividades essenciais, tais como: farmácias, supermercados, mercearias, açougues, peixarias, fruteiras e centros de abastecimento de alimento.

Também estão autorizadas a funcionar as empresas distribuidoras e os centros de distribuição de alimentos, bem como restaurantes, bares, padarias e lancherias. Postos de combustíveis, clínicas veterinárias, agropecuárias, agências bancárias e lotéricas também podem operar, desde que obedeçam as regras apresentadas no documento. A lista completa de atividades que podem funcionar está no decreto que pode ser conferido em sua íntegra abaixo.

O documento cancela todos os eventos realizados em locais abertos e que tenham aglomeração de mais de 30 pessoas. Apesar do presidente Jair Bolsonaro ter autorizado a abertura de templos religiosos, a realização de missas e cultos somente podem ocorrer se houver no máximo 30 pessoas no templo. Além disso, as pessoas devem estar distantes 2 metros entre si.

O decreto também suspende a execução de atividades de transporte escolar enquanto perdurar a suspensão das aulas. Estas, por sua vez, ficam suspensas por, pelo menos, mais 15 dias a contar de hoje. Também estão suspensas as atividades nas escolas de educação infantil públicas e privadas.

decreto024_2020_26050529

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!