fbpx

São Clemente, Salgueiro e Mocidade se destacam na segunda noite de desfiles na Sapucaí; confira o que aconteceu;

9

Terminaram hoje os desfiles das escolas do Grupo Especial do Carnaval carioca. São Clemente, Vila Isabel, Salgueiro, Unidos da Tijuca, Mocidade e Beija-Flor encerraram as apresentações da primeira divisão da grande festa do samba fluminense.

 

SÃO CLEMENTE

Ala das Grávidas de Taubaté – Foto: Fábio Tito/G1

A São Clemente contou a história da pilantragem no Brasil, do período colonial aos dias de hoje. O enredo, com samba composto pelo comediante Marcelo Adnet, fez referência ao jeitinho brasileiro e critica aqueles que se aproveitam da dificuldade dos outros para se darem bem. O desfile bem-humorado contou com a bateria vestida de laranjas, Adnet satirizando o presidente Jair Bolsonaro e alas que contavam a história da malandragem no país – destaque para a ala representando o meme da falsa grávida de Taubaté.
Status: Pode estar nas campeãs.

 

UNIDOS DE VILA ISABEL

Carro abre-alas da Vila Isabel – Foto: Alexandre Durão/G1

A escola de Noel Rosa e Martinho da Vila recriou a história de Brasília através de um personagem central: um indiozinho chamado Brasil. A escola levou em suas alas um pouco de cada região do país, culminando no nascimento da Capital Federal. A Vila optou por cantar a fundação da cidade como uma fábula indígena, fato que foi levado tanto em fantasias como nos carros que embelezaram a Sapucaí. Destaque também para os índios e onças da comissão de frente.
Status: Pode estar nas campeãs.

 

ACADÊMICOS DO SALGUEIRO

Comissão de frente do Salgueiro: Foto: Alexandre Durão/G1

O Salgueiro prestou uma homenagem ao circo e ao “Rei Negro do Picadeiro” Benjamin de Oliveira, artista reconhecido como o primeiro palhaço negro do Brasil. Enquanto as primeiras alas destacavam as clássicas atrações circenses, como domadores e mágicos, as demais retratavam a vida de Benjamin, enaltecendo seu passado como músico, autor e, por óbvio, ator. Apesar da inegável beleza, a escola apresentou alguns problemas de evolução principalmente no começo do desfile.
Status: Disputa o título.

 

UNIDOS DA TIJUCA

Lexa, rainha de bateria da Tijuca – Foto: Marcelo Brandt/G1

A volta do icônico Paulo Barros à escola do Borel gerou um enredo inspirado em arquitetura e urbanismo. A Tijuca optou por incluir elementos simbolizando monumentos históricos como o Coliseu e a cidade maia de Chichén Itzá. Entretanto, a ambiciosa comissão de frente apresentando trajes com luzes LED sofreu com panes nas roupas de alguns componentes. A tetracampeã ainda levou uma mensagem política, referenciando o combate à poluição e ao aquecimento global e a idealização de um mundo em que todos tenham onde morar.
Status: Meio da tabela.

 

MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL

Elza Soares vem no último carro da Mocidade – Foto: Marcelo Brandt/G1

A Mocidade Independente de Padre Miguel levou para a Sapucaí uma justíssima homenagem a uma das maiores adeptas da escola: Elza Soares. A escola exaltou a vida de Elza, do momento em que surgiu no rádio à sua consagração como ícone da música brasileira. A grande inovação foi o uso de hologramas da cantora logo na comissão de frente. A relação da cantora com o ídolo botafoguense Garrincha e o futebol foi retratada em uma das alas. A atuação de Elza contra todos os tipos de preconceito também foi representada. A grande homenageada marcou presença no último carro da Mocidade.
Status: Disputa o título.

 

BEIJA-FLOR

Selminha Sorriso, porta-bandeira da Beija-Flor – Foto: Alexandre Durão/G1

Coube à azul e branca de Nilópolis o dever de encerrar o Grupo Especial em 2020. A Beija-Flor levou o enredo “Se essa rua fosse minha”, sobre as ruas e caminhos pelos quais a humanidade passou ao longo da história. As alas ilustraram caminhos que foram da Rota da Seda à Marquês de Sapucaí. A escola, entretanto, apresentou uma certa dicotomia entre o luxo das alegorias e fantasias e o enredo, considerado um tanto confuso.
Status: Deve estar nas campeãs.

 

A grande campeã do Carnaval do Rio será conhecida na quarta-feira de Cinzas (26), a partir das 16h15. Duas escolas serão rebaixadas para a Série A, enquanto apenas uma sobe para o Grupo Especial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!