Brasil goleia a Bolívia e larga bem nas Eliminatórias do Mundial do Catar

Brasil goleia a Bolívia e larga bem nas Eliminatórias do Mundial do Catar

A Seleção Brasileira estreou bem nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar. Jogando debaixo da chuva que caía na noite desta sexta-feira (9) em São Paulo, o Brasil fez o esperado: dominou a posse de bola, criou mais oportunidades e marcou gols. Foram cinco – um de Marquinhos, dois de Roberto Firmino, um de Philippe Coutinho e um contra de Carrasco – contra nenhum marcado Bolívia.

Primeiro tempo:
0’
Neymar cruza da esquerda, Lampe espalma pra dentro da área e Everton, no rebote, quase abre o placar.
3’ É a vez de Cebolinha cruzar e Marquinhos cabecear para fora.
15’ GOL DO BRASIL! Danilo cruza da direita e Marquinhos cabeceia para dentro. É o primeiro da Seleção na jornada rumo ao Catar.
24’ Coutinho recebe de Firmino na entrada da área e tenta. A bola desvia e Lampe espalma para fora.
29’ GOL DO BRASIL! Renan tabela com Thiago Silva e faz o cruzamento rasteiro para dentro da área, onde estava Roberto Firmino que só empurrou para dentro do gol.
37’ Casemiro cobra falta de longe e Lampe faz boa defesa.
38’ Neymar recebe uma bola do alto, domina no peito e bate para a defesa de Lampe.
Em tempo: Uma primeira etapa de domínio total da Seleção Brasileira. Foram 46 minutos em que o Brasil teve a posse de bola e 11 das 12 finalizações da partida. Ou seja, dois gols foram muito pouco perto do que o Brasil poderia ter feito.

Segundo tempo:
3’
GOL DO BRASIL! O segundo tempo começa com mais um tento da Seleção. Renan Lodi arranca pela direita e toca para Neymar. Ele avança um pouco mais e entrega para Firmino tocar entre as pernas de Lampe.
5’ Primeira chance da Bolívia. Miranda bate da entrada da área e Weverton espalma para fora.
8’ Thiago Silva chega forte em Menacho e leva o cartão amarelo.
12’ Neymar sai bem pela esquerda e chuta muito alto.
20’ GOL DO BRASIL! Philippe Coutinho cruza para Rodrygo, que cabeceia para o meio da área. A bola desvia em Carrasco e mata o goleiro Lampe.
27’ GOL DO BRASIL! O Brasil não para! Neymar levanta a bola na área e Philippe Coutinho cabeceia pro gol.
32’ Escanteio cobrado, bola sobra para Neymar que manda para dentro. Mas nada é confirmado pois o camisa 10 estava em posição de impedimento.
33’ Carrasco impede o contra-ataque de Everton Ribeiro e recebe o amarelo.
35’ Cobrança de falta de Neymar vai por cima da meta defendida por Lampe.
45′ Zabala vai com tudo pra cima de Neymar e também é amarelado. É o terceiro cartão da Bolívia, que também teve Campos amarelado por reclamação minutos antes.
46′ É a vez de Céspedes cometer falta e levar o amarelo.
47′ Neymar cobra falta no ângulo e Lampe espalma.
Em tempo: se no primeiro tempo o Brasil foi mais econômico, no segundo sobraram gols. Foram três – quatro, se contarmos o que Neymar marcou em posição de impedimento. Domínio total e absoluto da única seleção que foi a todos os Mundiais. É o melhor resultado da Seleção em uma estreia de Eliminatórias.

A goleada deixou a Seleção Brasileira na liderança das Eliminatórias por conta do saldo de gols: 5, contra 3 da Colômbia e 1 de tanto Uruguai quanto Argentina (todas estas seleções venceram). Em seguida vêm Peru e Paraguai, que empataram. Dos que perderam, o saldo de gols é o que determina a ordem: Chile, Equador, Venezuela e Bolívia.

O próximo compromisso do Brasil será na terça-feira (13) contra o Peru. O jogo será no Estádio Nacional de Lima.

 

FICHA TÉCNICA:

Brasil: Weverton; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva (Felipe) e Renan Lodi (Alex Telles); Casemiro e Douglas Luiz; Everton (Rodrygo), Philippe Coutinho (Everton Ribeiro) e Neymar; Roberto Firmino (Richarlison). Técnico: Tite.

Bolívia: Lampe; José Sagredo, Carrasco, Valverde e Jesús Sagredo; Bustamante, Wayar (Zabala) e Arabe (Cardozo); Saldías (Céspedes), Menacho (Campos) e Miranda. Técnico: César Farias.

GOLS: Marquinhos, Roberto Firmino (2x), Carrasco (contra), Philippe Coutinho (BRA).

ARBITRAGEM: Leodán González, auxiliado por Nicolás Tarán e Richard Trinidad (trio uruguaio). Quarto árbitro: Facundo Tello (Argentina). Arbitragem de vídeo: Esteban Ostojich (Uruguai), auxiliado por Fernando Rapallini (Argentina).

CARTÕES AMARELOS: Thiago Silva (BRA); Carrasco, Campos, Zabala, Céspedes (BOL).

ESTÁDIO: Neo Química Arena, em São Paulo.

jpbernardes

jpbernardes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido