Guris do Grêmio empatam com o La Equidad e Tricolor passa com melhor campanha da Sul-Americana

Guris do Grêmio empatam com o La Equidad e Tricolor passa com melhor campanha da Sul-Americana

O Grêmio, que já tinha a classificação às oitavas da Copa Sul-Americana assegurada desde a última rodada, confirmou a melhor campanha da fase de grupos ao empatar com o La Equidad (27). O jogo foi disputado em campo neutro, no Equador, uma vez que a Colômbia passa por um momento político conturbado. O primeiro lugar geral do Tricolor, que foi a campo com apenas três reservas, veio após um empate em 0 a 0 diante da equipe colombiana.

PRIMEIRO TEMPO:
2’
Saída em velocidade de Elias Manoel, que toca para Vini Paulista fazer o cruzamento fechado para o goleiro Román segurar firme.
11’ Fernando Henrique comete falta em Duarte no meio do campo e recebe o cartão amarelo.
18’ Após cobrança de falta no lado esquerdo, Guilherme Azevedo aproveita a sobra de bola na direita, invade a área e bate cruzado, mas ninguém chega para concluir.
20’ Elias Manoel sofre falta no meio do campo, prende a perna no gramado e desaba com muita dor. Ele chega a voltar, mas não consegue permanecer por muito tempo, sendo substituído por Rildo aos 27 minutos.
25’ Guilherme Azevedo cobra falta da entrada da área, mas a bola sai à direita do gol de Román.
30’ Gabriel Chapecó cai no gramado sentindo falta de ar devido à altitude da cidade de Ambato. O jogo tem que ser paralisado para atendimento ao goleiro gremista.
33’ Duarte cobra falta, que desvia na barreira para Gabriel Chapecó fazer grande defesa.
34’ Román, goleiro do La Equidad, sai errado. Jhonata Varela faz o corte e toca para Rildo concluir; a bola passa rente a trave e sai pela linha lateral.
47’ Cobrança de falta perigosíssima de Lima de muito longe; Gabriel Chapecó levanta os braços para fazer a defesa.
Em tempo: o primeiro tempo foi de alguns sustos para o time gremista. Não por alguma chance de perigo do La Equidad, mas pelas inúmeras faltas sofridas e pelos momentos em que o Tricolor precisou (ou quase) fazer uso de seus três reservas – fosse pela lesão de Elias Manoel ou pela falta de ar de Gabriel Chapecó. Melhor chance foi de Rildo, em uma falha na saída de bola do goleiro Román.

SEGUNDO TEMPO:
4’
Bitello levanta a bola na área. Jhonata Varela aparece na segunda trave para chutar torto, para fora.
6’ Omar Duarte comete falta em Mateus Sarará e recebe o cartão amarelo. Como ele já havia recebido um no primeiro tempo, foi expulso. Curiosamente, ele havia recebido o cartão vermelho na primeira rodada, quando o La Equidad encarou o Grêmio na Arena.
15’ PÊNALTI! Rildo passa por dois marcadores, invade a área e é derrubado por García.
17’ PERDEU! Guilherme Azevedo bate no canto esquerdo e o goleiro Román faz a defesa.
24’ Cruzamento de Zanata na pequena área e Mantilla fura na hora da conclusão.
36’
Correa dá uma cotovelada no rosto de Guilherme Azevedo e recebe o cartão vermelho direto, deixando o La Equidad com dois jogadores a menos.
40’ Thayllon invade a área e chuta prensado. A bola sobra para Mateus Sarará, que bate para fora. Nada valia, pois já havia sido marcado o impedimento.
48’ Falta dura de Rildo em cima de García, gerando o cartão amarelo ao atacante gremista.
Em tempo: um segundo tempo tecnicamente fraco de ambas as equipes. Ninguém venceu, mas o grande derrotado foi o La Equidad, que teve dois jogadores expulsos e um pênalti cometido em cima de Rildo. Guilherme Azevedo poderia ter convertido e marcado o gol da vitória, mas Román defendeu. No final das contas, um ponto para ambos e melhor campanha para o Tricolor.

Apesar do empate em 0 a 0, o Grêmio avança na Copa Sul-Americana com 16 pontos e a melhor campanha da fase de grupos, tendo a vantagem de decidir todos os jogos em casa no mata-mata. Lanús, com 10 pontos, La Equidad, com 7, e Aragua, com 1, completam a tabela.

O Tricolor volta a campo no próximo domingo (30), quando visita o Ceará pela primeira rodada do Brasileirão.

 

FICHA TÉCNICA:

LA EQUIDAD: Román; Pestaña (Castaño), García, Mena (Fuentes) e Correa; Zapata (Rodríguez), Lima (Salazar), Motta e Torralvo; Mantilla (Cuero) e Duarte. Técnico: Alexis García.

GRÊMIO: Gabriel Chapecó; Mateus Sarará, Emanuel, Heitor e Jhonata Varela; Victor Bobsin, Bitello e Fernando Henrique (Thayllon); Guilherme Azevedo, Elias Manoel (Rildo) e Vini Paulista. Técnico: Thiago Gomes.

ARBITRAGEM: Marlon Vera, auxiliado por Danny Ávila e Edison Vásquez (trio equatoriano). Quarto árbitro: Augusto Aragón (Equador).

CARTÕES AMARELOS: Pestaña, Duarte (2x), Mena (E); Fernando Henrique, Victor Bobsin, Emanuel, Rildo (G).

CARTÕES VERMELHOS: Duarte, Correa (E).

ESTÁDIO: Bellavista, em Ambato (Equador).

jpbernardes

jpbernardes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido