Inter fica no empate com o Corinthians e vê o Flamengo ser campeão brasileiro

Inter fica no empate com o Corinthians e vê o Flamengo ser campeão brasileiro

Não foi dessa vez que o Inter ficou com o tetracampeonato brasileiro. No jogo disputado na noite desta quinta-feira (21) pela última rodada do Brasileirão, o Colorado fez uma partida muito melhor que a do Corinthians, mas viu seus ataques pararem na defesa paulista, mais precisamente no goleiro Cássio. No final das contas, o empate em 0 a 0 no Beira-Rio não foi suficiente para dar o primeiro título nacional ao Inter em pouco mais de 41 anos.

PRIMEIRO TEMPO:
2’
Edenílson sai pela direita e Caio Vidal cruza para a área, mas a zaga corintiana afasta.
17’ Primeira chance de perigo é do Corinthians: sobra de bola dentro da área termina com Ramiro chutando para a defesa de Marcelo Lombra.
21’ Cantillo aplica o primeiro cartão amarelo do jogo por uma falta em cima Caio Vidal.
23’ Edenílson avança pelo meio, passa por dois marcadores e bate da entrada da área; Cássio defende.
29’ Após cobrança de escanteio, Cuesta cabeceia e Cássio fica com a bola.
30’ Moisés tenta o cruzamento e a bola bate no braço de apoio de Ramiro, que caía dentro da área. O árbitro inicialmente assinala o pênalti favorável ao Inter, mas após consultar o VAR volta atrás na marcação.
39’ Rodrigo Dourado, que já sentia a perna, desaba no gramado e precisa ser substituído. Rodrigo Lindoso entra em seu lugar.
44’ NÃO VALE! Bom o lance de Patrick, que toca para Yuri Alberto encobrir o goleiro Cássio. O gol foi posteriormente anulado pelo árbitro de vídeo por um impedimento do centroavante colorado.
Enquanto isso, em SP… No finalzinho do primeiro tempo, Luciano cobra falta de frente para o gol e abre o placar para o São Paulo diante do Flamengo. Este resultado mantinha o Flamengo na liderança do campeonato, mas com vantagem de apenas um ponto sobre o Inter, que dependia de um gol para ficar com o tetra.
Em tempo: O Internacional demorou um pouco a engrenar no primeiro tempo. Mas quando começou a pegar o ritmo, veio com tudo. Viu o Corinthians chegar algumas vezes com perigo, mas teve as duas principais chances do jogo: o pênalti que o árbitro logo desmarcaria e o gol de Yuri Alberto, anulado por impedimento do atacante colorado.

SEGUNDO TEMPO:
4’
Heitor cruza da direita e Edenílson cabeceia baixo, para uma defesa milagrosa de Cássio. No rebote, a bola de Yuri Alberto desvia na trave.
Enquanto isso, em SP… Escanteio para o Flamengo, Gustavo Henrique desvia e Bruno Henrique cabeceia para o gol, empatando o jogo no Morumbi.
10’ Patrick invade a área e toca rasteiro para Yuri Alberto; Cássio faz a defesa.
De volta a SP… Pablo recebe a bola de Daniel Alves e coloca o São Paulo na frente mais uma vez. 2×1 para o Tricolor no Morumbi.
18’ Caio Vidal tenta o chute da entrada da área e a bola carimba a trave do Corinthians.
32’ Léo Natel arranca pela direita e faz o cruzamento para Jô, que não alcança.
52’ NÃO VALE! Cuesta faz o cruzamento e Edenílson escora para dentro do gol, marcando o que seria o gol do tetracampeonato brasileiro. Tudo parecia decidido, mas o auxiliar marcou o impedimento.
Em tempo: O Inter fez o possível e o impossível para tentar marcar o gol do tetracampeonato brasileiro. Dominou o Corinthians durante todos os minutos do segundo tempo. Tinha a derrota do Flamengo no Morumbi a seu favor. E chegou a marcar um gol histórico aos 53 minutos, mas o auxiliar marcou o impedimento de Edenílson. O Inter fez um jogo de campeão, mas não conseguiu furar a barreira corintiana, encerrando assim uma campanha que poderia entrar para a história do clube.

Apesar da derrota para o São Paulo, o empate do Inter deixou o Flamengo com o título do Brasileirão – o segundo consecutivo e oitavo no total. O rubro-negro terminou a competição com 71 pontos contra 70 do Inter, que termina na segunda colocação.

O próximo compromisso do Inter é na próxima segunda-feira (1º), quando recebe o Juventude pela primeira rodada do Gauchão 2021.

 

FICHA TÉCNICA:

INTER: Marcelo Lomba; Heitor (Lucas Mazetti), Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Edenílson, Rodrigo Dourado (Rodrigo Lindoso) e Praxedes (Thiago Galhardo); Caio Vidal (Peglow), Patrick e Yuri Alberto (Abel Hernández). Técnico: Abel Braga.

CORINTHIANS: Cássio; Bruno Méndez (Marllon), Jemerson, Gil e Fábio Santos; Ramiro (Xavier) e Cantillo (Camacho); Otero (Léo Natel), Roni (Mateus Vital) e Cazares; Jô. Técnico: Vagner Mancini.

ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (trio de Goiás). Quarto árbitro: Roger Goulart (RS). Arbitragem de vídeo: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC), auxiliado por Felipe Fernandes de Lima (MG) e Johnny Barros de Oliveira (SC).

CARTÕES AMARELOS: Caio Vidal, Fábio Santos (C).

ESTÁDIO: Beira-Rio, em Porto Alegre.

jpbernardes

jpbernardes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido