MP Interpõe recurso contra soltura de réu denunciado por latrocínio de motorista de Uber em Viamão

MP Interpõe recurso contra soltura de réu denunciado por latrocínio de motorista de Uber em Viamão

O Ministério Público do Rio Grande do Sul interpôs recurso em sentido estrito, nesta terça-feira, 27 de outubro, contra a decisão do Tribunal de Justiça de conceder liberdade provisória para o réu denunciado por latrocínio de motorista de Uber em Viamão, em 9 de janeiro de 2020. O recurso, interposto pelo promotor de Justiça Robson Jonas Barreiro, da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Viamão, no âmbito do processo 0000396-97.2020.8.21.0039, requer a reconsideração da decisão de 23 de outubro e que seja decretada imediatamente a prisão preventiva do réu para garantia da ordem pública. Ainda, caso mantida a decisão, que seja dado seguimento ao recurso em instância superior.

No recurso, o promotor salienta que o réu confessou a prática do crime, tendo sua prisão decretada após representação do MP. O denunciado ficou foragido até 21 de setembro, quando foi preso pela polícia. Entretanto, apenas 32 dias depois, após pedido de liberdade da defesa, com manifestação contrária da Promotoria, a Justiça concedeu a liberdade provisória.

O réu foi denunciado, com mais quatro corréus, pelo crime de latrocínio, ao tentarem subtrair o veículo e outros pertences da vítima, mediante violência com emprego de arma de fogo. Em sua manifestação contrária ao pedido de liberdade, o promotor sustentou que foi o próprio réu quem relatou, na fase policial, ter participado da ação criminosa. Destacou que “ainda que o acusado negue a autoria do homicídio, é evidente que teve participação no desiderato criminoso, ceifando a vida do ofendido, prestando apoio moral, presencial e certeza de eventual auxílio aos demais denunciados”.

Com informações do MP

ffbernardes

ffbernardes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido